Tão contrário a si mesmo

SONETO  11

Amor é um fogo que arde sem se ver,
é ferida que dói, e não se sente;
é um contentamento descontente,
é dor que desatina sem doer.

É um não querer mais que bem querer;
é um andar solitário entre a gente;
é nunca contentar se de contente;
é um cuidar que ganha em se perder.

É querer estar preso por vontade;
é servir a quem vence,  o vencedor;
é ter com quem nos mata, lealdade.

Mas como causar pode seu favor
nos corações humanos amizade,
se tão contrário a si é o mesmo Amor?

***************************************************************

Antes de o assunto vir à pauta, ele já sabia. Que poeta esperto. Sabia que amor, na verdade, não apazigua, não acalma, não traz conforto e, se traz, é sempre provisório. Aliás, características de todas as outras instituições humanas.

Talvez os especialistas em literatura, os teóricos, os estudiosos, digam que o texto espelha o tempo em que foi escrito. Com certeza, acredito que isso, sim, esteja lá. Mas, para mim, o que faz dele um grande texto é essa percepção de que, sobre aquele que é tido como o mais elevado de todos os sentimentos, paira uma aura de idealização que é preciso desfazer.

Amor não redime. Mas queima, consome, expurga. Há que se aceitar suas limitações e ajustar as lentes para contemplá-lo com mais justeza. E asim, talvez, aproveitar um pouco do que ele pode nos oferecer.

(Acho que escrevi num tom mais professoral do que gostaria. Mas vou deixar assim mesmo.)

***********************************

Eu sei. O texto é batido. A Legião Urbana cantou aos sete ventos. Faz parte de qualquer coletânea mixuruca de sonetos. Mas hoje é ele que está me falando coisas aqui dentro.

Advertisements

8 Comments

Filed under Uncategorized

8 responses to “Tão contrário a si mesmo

  1. Edu

    Vou aproveitar o tom profe-musical e já que ele está te “falando”, vou mandar um:

    Deixa que digam
    Que pensem
    Que falem

    Deixa isso pra lá
    Vem pra cá
    O que que tem?
    Eu não estou fazendo nada
    Você também
    Faz mal bater um papo
    Assim gostoso com alguém?

    Vai, vai por mim
    Balanço de amor é assim
    Mãozinha com mãozinha pra lá
    Beijinhos e beijinhos pra cá

    Vem balançar
    Amor é balanceio meu bem
    Só vai no meu balanço quem tem
    Carinho para dar

  2. Amor complica, amarra, sacrifica, emburrece, deprime. Mas é bão.

  3. Su

    É batido mas é lindo… beijos, querida.

  4. Juliana®

    acho q nunca amei assim…
    e nem assado.
    beijos

  5. mari

    eu sempre amo assim. nem que seja por dois meses. sempre me arrebento e sempre faço tudo de novo. . .

  6. cris68

    eu também faço, mari. uma merda. mas eu tô aprendendo a ser mais esperta. bjs

  7. Fabianne(Nane)

    Amor…algo complicadode se resumir,não?
    mas tb me sinto por vezes assim como vc…
    melhor mesmo dexar o coração falar por nós certas vezes…
    Bjo!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s