Acompanhe as novelas

*Da fono: fui lá na quinta-feira. Muito simpática, me atendeu na hora, cobrou um preço justo e me fez uma avaliação minuciosa. Resultado: apesar de me dar um laudo favorável (e me dizer que estava colocando a cara ‘ a tapa’), terei que fazer uma espécie de ‘re-educação’ ano que vem. Porque ela detectou que eu não sei coordenadar minha fala junto com a respiração. Eu uso o ar até o final, sem muito critério e, no final das contas, isso me cansa e prejudica a minha performance numa aula ou palestra, por exemplo. Já teve casos como de uma vez num congresso, eu apresentado um paper, nervosa que só, comecei a ler rápido, mas tão rápido, que o simpático senhor sentado na primeira fila me interrompeu educadamente e me pediu que recomeçasse, com mais calma. Depois vim a saber que o tal senhorzinho era professor adjunto do departamento de antropologia de uma das federais aqui do Rio. E tava interessado no meu trabalho!! Ainda bem que só soube depois que acabou. Do contrário, juro, eu não ia nem ter ar pra falar nada. Outra coisa que eu descobri é que a razão dos meus engasgos frequentes é essa minha falta de coordenção (eu engasgo com o ar, com minha saliva, com tudo. Imaginem). Então, projeto para 2009: fazer fono, uma vez por semana, primeiro com a autorização do plano (que permite o incrível número de 8 – isso mesmo OITO – sessões POR ANO!) e depois pagando.

*Do dente: fui à dentista no sábado. Dentista particular. Super bem-recomendada. Cheguei incrivelmente no horário. Ela me deixou de castigo na recepção por UMA hora. De cara, tive medo da dita cuja. Loira falsa, um cabelo manchado, maltratado, uma cara de poucos amigos. Pensei, ‘Caraleo, se eu começar a chorar de dor essa dona vai me dar uns foras. E aí eu vou chorar mais. Ai de mim…’

Quando ela me chamou e eu entrei no consultório propriamente dito gostei logo do que vi: uma penca de diplomas na parede. Tudo de universidades sérias, algumas do exterior. Podem me chamar de boba, mas pra mim isso ainda conta muito. Formação. Sentei na cadeira, ela foi delicada, mas precisa, mexeu, deu anestesia, futucou. Não me deixou sentir dor nem um minuto. Teve paciência, me explicou tudo o que estava rolando. Me cobrou o que eu já esperava, parcelou em duas vezes. Agora só a verei em janeiro. Mas o que ela fez já garante que não vou sentir dor. O único ‘porém’? Vou tomar mais antibiótico. E mais forte, porque, segundo ela, ainda existe um resquício de infecção. Então meu pedido de Natal pro papi (não o Noel; o meu mesmo) vai ser uma caixa de amoxilina com clavulanato de potássio. R$ 80,00 pilas. Tomanocu.

*Do vestibular do guri: domingo ele fez as últimas discursivas. Tava com medo porque, afinal, era matemática e era a universidade (e o curso) que ele realmente quer. À tarde ele me liga  e me diz que foi tudo bem. Gabarito conferido, achamos que ele tem chances, sim! Resultado: ano que vem serei mãe de um calouro. Vou ficar insuportável (algumas pessoas dirão que eu JÁ sou insuportável). Pois. Vou ficar MAIS insuportável, então. Yeah.

Advertisements

8 Comments

Filed under Uncategorized

8 responses to “Acompanhe as novelas

  1. arthur

    Eita nós, além de ser novela tem várias tramas hahahahah

  2. mari

    parece que eu conheco essa dentista…..

  3. bom, pelo menos todas tem final feliz, menos é claro ter q tomar ‘tibiótico’, gosto não, prefiro cerveja… rs
    beijos

  4. 1) o marido dava aula pra fono e as alunas disseram O MESMO dele; 2) Ufa, que alívio saber do tratamento – e esse antibiótico até a Nina já tomou, é caro mas é de-fi-ni-ti-vo; 3) Ê, mãe caloura!

  5. Eu também tenho problemas misturando fala e respiração. Provavelmente piores que o seu. Dá uma preguiça de ir no fono…

  6. Edu

    Funilaria, pintura, trocar o óleo… manutenção é um saco mas carro novo pega muitas gatinhas e gatinhos! 🙂

  7. hahahahaha, pois é, edu. servimos bem para servir sempre 😉

    mari, será que você conhece?? vixe. niterói é mesmo um c*.

    tina, marcus: eu não sei se isso é um problema comum de fala. mas sei que eu fico bem cansada depois das aulas. enquanto o plano pagar, eu vou lá fazer umas sessõezinhas.

    ju, eu não ligo pra cerveja, mas meu bolso não gosta de ‘tibiótico’. fora que eu tomei essa porcaria de clavulin ano passado igual água!!

    thur: aguarde os próximos capítulos!!

    bjs, crianças

  8. nossa… enrolo pra ir numa fono ha muito tempo. preciso demais.
    nem os exercicios teatrais me ajudam. nao consigo nem cantar direito no chuveiro… =(

    do dentista. nossa menina, aqui na minha city mamae consegue amoxilina de gratis no postinho de saude. ai nao da pra fazer isso??? me manda a receita que eu te mando o remedio. rsrs.

    e boa sorte para o seu filhotão, pq inteligencia ele tem de sobra.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s