Serviços de inutilidade pública

Essa é para quem mora em Niterói, no máximo no Rio de Janeiro e adjacências. Dia 23 de setembro, quarta-feira, às 19:30, o cinema da UFF estará promovendo a pré-estréia do filme ‘Salve geral‘, de Sérgio Rezende, nosso candidato a candidato [ufa, é isso mesmo?] ao Oscar de melhor filme estrangeiro. O filme é baseado naqueles eventos que abalaram São Paulo no dia das mães em 2006. Infelizmente, quarta-feira é meu dia de Isaura e eu estarei no tronco até às 21:40 dando aula, mas para os escravos forros, eu recomendo.

Eu sou uma super entusiasta do cinema da universidade. Não pela qualidade, claro. Eu já disse aqui o quanto são precárias as instalações: a sala não tem conforto, o ar condicionado falha, o projetor dá pau, o som é ruim. Mas, infelizmente, numa cidade carente de cultura como a minha, em que cinema é sinônimo de blockbuster americano – e só! – o cinema da UFF é um dos únicos pontos de resistência. É onde você pode assistir filmes franceses de festival, filmes que só ficaram no circuitão por uma semana, filmes que nunca irão para o circuitão e por aí vai. Ah, e tem o foyer do cinema que dá todo um clima. Uma atração à parte.

**********************************************

E para quem ainda torce o nariz para o cinema nacional, eu digo: isso é tãããão last season. O cinema nacional tem boas produções, as quais, infelizmente, nem sempre têm a divulgação necessária, ficando longe do grande público. Tem filmes ruins também, mas, nesse quesito, nossos amigos estadunidenses ainda levam a melhor. Digo isso baseada em observação empírica. Por exemplo, estava eu no xóping nesse final de semana e – juro pra vocês – a vitrine de sapatos da loja ao lado estava melhor do que a programação das salas de cinema do Plaza. Ou seja, só tinha xaropada, porcaria.

Claro que eu gosto de filminho pipoca. Eu até fui ver Os Normais!!! Mas de vez em quando é tão bom ver aquelas produções que dão uma remexida boa por dentro, que emocionam pela beleza, pela fotografia, pelo tratamento estético. Nem tanto ao mar, nem tanto à Terra, portanto.

*********************************************

Outros dois filmes que estão na minha lista: Os Amantes e A Partida. Esse último foi o ganhador do Oscar de melhor filme estrangeiro e foi super recomendado. Quanto ao primeiro: alguém já viu? Vale a pena? Cartas para a redação.

Advertisements

5 Comments

Filed under Uncategorized

5 responses to “Serviços de inutilidade pública

  1. Vc não vai no festival de cinema que está rolando no Rio????

  2. poxa, ronzi, você sabe que eu to voltando à vida agora, né? mas eu sei que o festival do rio rola por essa época mesmo, vou ver o que tá passando. bjs!!!

  3. madoka

    cris,
    onde estudei tem o cinusp, a sala era pequena, a programação é muito boa, além de ser gratuita, aberta ao público e rolava debate com diretores e atores também, pena ser pouco divulgado. E sem contar que sp, tem várias salas ´alternativas´com várias mostras. Eu ia muito ver os japoneses, não dá pra reclamar em sp. etâ cidade maravilhosa.
    2a. feira feriado (respeito aos idosos), vi A partida na tv aberta daqui, eu vi e gostei muito, vale a pena. O outro, só pelo fato de ter o Joaquim já tá valendo.
    vc já ouviu falar em Nome próprio, com Leandra Leal , é do Murilo Salles, estou querendo ver por aqui, mas tá difícil. Adoro cinema brasileiro .
    divaguei.
    bjs
    madoka

  4. oi, madoka!! olha, eu costumo dizer que são paulo é minha terra do nunca. ir para lá é sempre diversão certa pra mim. você sabe que logo depois de postar isso eu recebi a programação do cinema da UFF dando conta que Os Amantes estará na programação? acho que só poderei ver domingo ou terça, mas só de não precisar ir ao rio… quanto ao Nome Próprio, adoro a Leandra, mas não consegui ver, acho que só em DVD agora. na época, aconteceu justamente isso que eu descrevi no texto: o filme ficou umas duas semanas em cartaz – se tanto – e nuns horários impossíveis, em salas da zona sul. lórrico, que eu não consegui vê-lo. [e jura que você gosta do Joachim Phoenix??? eu adoro ele, a-mo! acho ótimo ator e um tesão, prontofalei, hahahaa]. bjs

  5. “E para quem ainda torce o nariz para o cinema nacional, eu digo: isso é tãããão last season” ahahahahha adoooooro. É assim mesmo que penso. Esse discurso é tão bobo, tão tolinho. Assim como achar q é alternativo pq gosta. Já foi né? Ah, eu devo ver coisas no Festival, se anima? Depois te falo. bjobjo

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s