Cinco coisas

… pra se fazer em Nichteroy.

1. Ir à Itacoatiara. Aí você vai dizer: “Ah, não! Mais uma praia. O Rio está cheio delas – e elas são lindas!” Ao que eu retruco: “Sim, mas Itaquá não é apenas uma praia, ela é A PRAIA”. É linda, cheia de graça e encantos. Tem quiosques com comidinhas ótimas – eu recomendo um onde se vende o melhor ceviche que já comi. E se a especulação imobiliária e a nossa prefeitura não interferirem, talvez ela continue esse paraíso por um bom tempo. Olha que eu sou um ser acima de quaisquer suspeitas, pois nunca vou à praia – exceção para esse paraíso…

100_0867

2. Visitar o MAC. Eu sei, já virou clichê, tem fotos do tal disco voador do Niemeyer até no aeroporto de Zurique (salvo engano meu…), mas nunca é demais lembrar: vir à Niterói e não ir ao MAC é como ir à Roma… O acervo não é lá essas coisas. Mas quem é que vai lá pelo acervo? A gente vai mesmo é pela vista deslumbrante, pela sensação de estar literalmente voando sobre o mar. Ir ao MAC num fim de tarde de sol é ter uma dessas experiências chamadas “transcendentais”.

todas as fotos 2 378

3. Visitar os fortes. Outro clichê (já disse que gosto deles?). Niterói está repleta de fortes, que oferecem vistas inusitadas das praias e do Rio. Eles são sete. Conte aí comigo: Gragoatá, da Boa Viagem, Rio Branco, do Pico, São Luiz, Fortaleza de Santa Cruz e Imbuí. Um motivo e tanto pra se cruzar a ponte.

4. Ouvir música no São Dom Dom. A praça de São Domingos em frente ao campus da UFF fica lotada de gente a semana toda. Por ali há barzinhos e botequins – com e sem música – para todos os gostos. O São Dom Dom é, com certeza, o bar que reúne os melhores músicos de Niterói – que estão também entre os melhores do país. Em Niterói, para bebuns e não-bebuns, o São Dom Dom é sinônimo de música da melhor qualidade.

5. Comer peixe no Celina’s. Em Niterói há muitos restaurantes que servem peixes maravilhosos, mas no Celina’s você não come peixe: você tem uma experiência gastronômica. O restaurante não tem nenhum glamu: esqueça decoração caprichada – aliás, esqueça o substantivo “decoração”. Lá você não vai encontrar nenhuma – ou garçons paparicando você e etc. O Celina’s funciona onde antes era uma casa de família, e assim ficou. O único garçom é mal-humorado pra caramba, mas a comida, ó Deus, o que é aquela comida? É pra comer de joelhos e beijar o cozinheiro na boca. Celina’s: Estrada Gal. Eurico Gaspa Dutra, 76 – Jurujuba, Niterói. Fone: (21) 2710-0261.

6. Eu sei que o título do post diz ‘cinco coisas’, mas lembrei de tantas outras que é preciso um último e sexto item. Aqui você pode ainda: comer bolinho de bacalhau no Caneco Gelado do Mário (o pé-sujo mais legal da cidade); ir ao mercado de peixe São Pedro e descobrir porque os chefs de restaurantes estrelados do Rio se dão ao trabalho de vir até aqui comprar pescado; assistir um filme no Art UFF [o cinema mais zuado – e, por isso mesmo, o mais legal da cidade] numa segunda-feira e pagar apenas R$2,00; tomar café-da-manhã numa das inúmeras padarias legais de Icaraí. E mais a memória não me permite lembrar. E aí, quais lugares você recomendaria na sua cidade?

***************************************

Os meus alunos do Enxenho acham Niterói um lugar bizarro. Pra eles Niterói, São Gonçalo, Alcântara e o Acre ficam todos próximos. Portanto, pessoal, esse post é pra dissipar a ignorância de vocês, ok?

Advertisements

18 Comments

Filed under Uncategorized

18 responses to “Cinco coisas

  1. Francisco

    po Cris,
    Só fizemos 1 desses!

    da próxima a senhorita não vai ter desculpa da tese pra não nos levar nos outros 5 😉

  2. hehehehehe. podexá. tomara que eu não esteja fazendo um pós-doc, né?

    🙂 bjs

  3. O São Dom Dom é muito legal.

  4. madoka

    caramba Cris, em que paraíso vc mora mulher!!! não precisa de mais nada em dra? praia, comida boa, tem o Niemeyer, os fortes, barzinho com música, e o cine da uff, ah eu tenho que um dia conhecer esse lugar maravilhoso. dá até vontade de morar aí.
    ps. ando cansada, agora, estou trabalhando numa escola japa, o esquema é totalmente diferente, outros esquemas né?
    um beijo

  5. Da próxima vez vc vai ser minha guia, haha.

    Beijos

  6. Ronzi, eu vou acabar ganhando dinheiro como guia, só com o know how de levar meus amigos nos lugares turísticos do rio e niterói, hehehehe. pode vir que a gente leva, sim. mas tem que ser no verão, né? bjs

  7. poizé, madoka, tá vendo como o povo é injusto com niterói? a começar por aqueles que moram no rio. grrrrrrr… [rs]. aqui tem muita coisa bacana. além das praias maravilhosas, tem pólo gastronômico, tem lojas lindas pra quem quer gastar dim dim, tem muita coisa legal [e tem muito menos violência que no rio, mas não espalha…]. niterói só não tem vida noturna que preste. pra balada a gente tem que ir pro rio mesmo. não se pode ter tudo, né? hehehe.

  8. ah, marcus! que legal que você gostou do são dom dom. volta, menino, vem morar aqui! beijos

  9. Você esqueceu de falar da pedra de Itacoatiara, a pedra, mulher!

    Ah, tem a vista láááá de cima do Parque da Cidade. Em Piratininga tinha um restaurante meio pé maravilhoso que ficava já na areia – e eu não sei qual é.

    As roupas da Donna Bis. A empadinha no forno a lenha ambulante em Icaraí. A vista da Pedra do Elefante. A padaria Beira-mar (ou é Boa Viagem? Hahahaha!). A comida do Sagrada Família.

    Cidade Sorriso rulez!

  10. Tina Lopes

    Ai que inveeeeeejaaaaaaaaaaaa! Adorei, quero tudo, garçom mau humorado etc. Mas que diabo é ceviche?

  11. Tina, ceviche é uma comida peruana, acho. é peixe cru, marinado no limão com milhares de ingredientes [cebola, milho, batata doce]. parece bizarro, mas é uma delícia. e olha que eu detesto peixe cru e comida japa. mas ceviche é o que há. bjs

  12. suzanita! eu esqueci muitas e muitas coisas, por supuesto, mulher. a pedra e o costão de itaquá deveriam ser tombados [nem sei pra quê, mas deveriam, pronto]. as melhores empadinhas ambulantes ficam em são francisco. que é por onde se chega ao parque da cidade. ai, por que a secretaria de cultura não contrata a gente pra fazer divulgação, néam? bjs, su!!!

  13. Su

    Aaaaaah, agora senti firmeza. Já passei zilhões de vezes por Niterói e não conheço nada disso! Convenceu, vou te visitar. Pode preparar o puxadinho que em breve (e os céus gritam: AMÉM!) a gente tá aí. Praia e bolinho de bacalhau, a vida perfeita! hahahahah!
    Beijos, lindona!

  14. ah é, né, su? precisou de propaganda do bolinho do mário pra você querer ver me ver de novo? ouquei [kkkkkkkkkkk]. o puxadinho tá sempre pronto pros meus amigos. é só mandar dizer o dia que chega que eu mando a otília fazer comidinha totosa. bjs

  15. ah, mesmo q niterói fosse ‘o’ fim do mundo eu ia querer conhecer…
    bjs

  16. Su

    Nããããão, Cris… a gente vai de qualquer jeito, com Mário ou sem Mário, rsrsrs. Deixa só a gente ficar endinheirado que tu vai ser só… 🙂

  17. ah, su, ainda bem. pensei que eu estava sendo trocada por um bolinho de bacalhau, ahauhauahuahua. bjs

  18. Ah quando eu fui não tinha essas dicas e o MAC tava fechado 😦 Fica pra próxima. rs

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s