Olhe

“Como foi dito: não pense, mas olhe!”

Wittgenstein, Investigações Filosóficas, 66

Uma as coisas que me levou a me interessar por filosofia foi a possibilidade de poder lançar um olhar ‘novo’ para as coisas. Para Wittgenstein, de maneira diferente da ciência, não pode haver descobertas em filosofia, porque tudo está as claras, diante dos nossos olhos. Não há nada que esteja oculto.

Eu acho que na vida é assim também. No fundo, está tudo aí e, de alguma maneira, é preciso preparar os olhos para esta tarefa de ‘ver’ de modo diferente. Vocês já devem ter vivido a experiência de passar várias vezes por um lugar e não notar certas coisas, detalhes talvez insignificantes. Então, num belo dia, sabe-se lá porquê, você ‘descobre’ algo. E descobre também – surpreso – que aquilo sempre esteve lá. Mas você não conseguia ver. Faltava ‘treino’ para isso.

Esse treino, na minha opinião, pode acontecer de várias maneiras. Pode ser que você que você se exercite sozinho, observando. Pode ser que você busque leituras. E pode ser que outra pessoa seja aquela que vai te tomar pela mão e vai te mostrar que existem coisas pelas quais você já passou e nem notou. Essas são as pessoas que verdadeiramente ficam. São as que interessam. De repente, o seu olhar ganha um ‘upgrade’. E você segue pela vida se surpreendendo. O que, pra mim, ainda é a melhor sensação do mundo.

Isso tudo me lembrou de uma música do Arnaldo Antunes, cantada pela Ceumar. Se você ainda não conhece a Ceumar, não sabe o que está perdendo. É uma cantora de voz doce e afinada. Essa música aí debaixo chama-se exatamente “O seu olhar”. A letra é bem bonita e hoje eu fiquei ouvindo várias vezes. Dias de chuva fazem dessas coisas com a gente.

“O seu olhar”

Arnaldo Antunes

O seu olhar lá fora
O seu olhar no céu
O seu olhar demora
O seu olhar no meu

O seu olhar seu olhar melhora
Melhora o meu

Onde a brasa mora
E devora o breu
Como a chuva molha
O que se escondeu

O seu olhar seu olhar melhora
Melhora o meu

O seu olhar agora
O seu olhar nasceu
O seu olhar me olha
O seu olhar é seu

O seu olhar seu olhar melhora
Melhora o meu

Advertisements

6 Comments

Filed under Uncategorized

6 responses to “Olhe

  1. madoka

    eu acho que as crianças tem esse olhar que vc fala, os tais detalhes insignificantes que pra eles não passam batido. experiência com filhos e aluninhos .
    e o Caio F, tem um conto que fala sobre isso, outra hora lembro.
    e pelo jeito vc tem ´essa mão´ que vc bem fala.
    beijinhos

  2. monica

    Lindo!
    Bj,
    Mônica

  3. Mari é uma dessas pessoas pra mim – e todos os blogs que eu leio servem pra isso também de uma forma ou de outra – mas o mais difícil e doloroso é a gente abrir os olhos por nós mesmos e queremos ver o que está fora da caverna…. Num é não?

  4. vc é uma pessoa assim, me fez enxergar muita coisa com outros olhos, ou com os meus próprios olhos, mas abertos de maneira diferente.
    beijos

  5. Carioca

    Minha Linda, você está inspirada hoje! Beijos.

  6. A gente precisa mesmo apurar o olhar, mesmo pq o mundo é como a gente vê. Nosso olhar que faz ser. Puta responsabilidade a do olhar.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s